Medicina do Unipê tem 20 trabalhos aprovados em Congresso - UNIPÊ
11/07/2018 17:03 pm

Medicina do Unipê tem 20 trabalhos aprovados em Congresso

Ao todo, 20 trabalhos envolvendo quase 50 alunos do curso de Medicina do Unipê foram aprovados para o XXVIII Congresso Brasileiro de Anatomia. Todos os trabalhos serão apresentados na forma de banner ou apresentação oral entre os dias 18 e 21 de julho, no Centro de Convenções, local de realização do evento. Para Natalia Viana, representante da turma do 2º período, que teve diversos trabalhos aprovados para apresentação, essa conquista não seria possível sem o incentivo institucional.

“Eu acho que o Unipê, por promover desde o primeiro período os projetos integradores, nos estimula para o campo de pesquisa na nossa área. A Instituição nos incentiva a desenvolver conhecimentos que vão além do conteúdo da faculdade. Isso acrescenta para a Instituição e para cada um de nós, fazendo diferença na nossa formação profissional”, declarou.

Incentivo à pesquisa

Orientador de cinco dos trabalhos aprovados, o professor de Anatomia Humana, James Tomaz Morais, destacou a importância do incentivo à pesquisa ainda nos primeiros períodos do curso. Para o docente, esse interesse pela investigação de evidências desde o começo da graduação médica é um diferencial na formação dos profissionais que serão entregues pelo Unipê.

“A visão investigativa despertada na pesquisa muda a forma como os alunos aprendem a teoria de uma forma geral, porque eles sempre se questionarão como foi produzido e como aquilo pode ser evoluído, avançado. Fazer os alunos imergirem na pesquisa de algo que eles irão aprimorar e praticar mais na frente enriquece a experiência acadêmica deles sobremaneira. Esse é um diferencial do Unipê”, destacou o docente.

Para o professor Arlindo Monteiro, coordenador do curso de Medicina, “o fato de termos dezenas de alunos de diversos períodos, desde o P1 ao P8, envolvidos, demonstra que trabalhamos em ambiente acadêmico diferenciado, onde o interesse pela pesquisa e pela produção científica, intrínseco aos nossos docentes, contamina os alunos e os estimula a participar do desenvolvimento da ciência, acrescentando característica importante à boa e qualificada formação médica profissional”.

Confira a lista de trabalhos aprovados:

– Obstrução Ureteral Bilateral Associada à Insuficiência Renal Aguda Tratada com Ureterolitotripsia a Laser: Aspectos Anatômicos e Revisão da Literatura

– Mesentério Como Um Órgão: Transição da Contiguidade Assessoria a Contiguidade Funcional Associada à Clínica Cirúrgica

– Anatomia da Criança X Trauma Pediátrico

– Causas Genéticas e Moleculares da Fibrodisplasia Ossificante

– Estudo da Arte sobre o Diagnóstico e Consequências da Agen

– Alterações Morfofuncionais Músculo-Articulares Decorrentes da Fibrodisplasia Ossificante Progressiva

– Importância Clínica da Variação Anatômica do Músculo Palmaris Inversus

– Agenesia do Músculo Palmar Longo e Sua Utilização em Cirurgias Reconstrutivas

– Agenesia do Músculo Palmar Longo: Um Estudo de Caso de Variação Anatômica e Revisão de Literatura

– Tráfego Superficial da Artéria Ulnar e suas Implicações Clínicas: Uma Revisão da Literatura

– Atualização Em Plica Sinovial De Joelho

– A Importância Do Conhecimento Anatômico e Terminológico para a Diferenciação Entre Malformações Craniovertebrais: Platibasia é Impressão Basilar

– Importância do Domínio Anatômico da Irrigação Nasal

– Fungos Anemófilos Isolados do Laboratório Didático de Anatomia Humana de Uma Instituição de Ensino Superior

– Análise Citomorfológica de Fungos Filamentosos

– Equisetum Giganteum Repara Fratura no Fêmur de Ratas

– Revisão sistemática: prevalência de dor lombar e sintomas associados na vértebra de transição lombossacral

– Análise citomorfolófica de fungos filamentosos presentes em um laboratório de anatomia humana de uma instituição de ensino superior na Paraíba

– Aspectos anatomoclínicos no herpes simples labial: laserterapia de baixa intensidade como uma opção terapêutica

– O treino prático da previsão anatômica e lateralidade se justificam a formação em saúde?

XXVIII Congresso Brasileiro de Anatomia

De acordo com o presidente do congresso, Eulâmpio Jose da Silva Neto, em seu pronunciamento no site oficial do evento, a anatomia tem apresentado um histórico que se confunde com a arte da cura. “Neste processo de desvendar os mistérios do corpo, a Anatomia tornou-se uma ferramenta imprescindível para compreendermos as particularidades do corpo humano e animal. Os encontros de Anatomia, como Congressos e Simpósios, buscam, além de levar conhecimentos atualizados, integrar os vários profissionais da saúde, incentivar os acadêmicos para uma visão aplicada dos conhecimentos e promover novas perspectivas de ensino desta ciência”, pontuou.

Conforme o presidente do evento, o Congresso Brasileiro de Anatomia é promovido pela Sociedade Brasileira de Anatomia e é bienal. “João Pessoa foi a escolhida para sediar o evento no ano de 2018”, destacou. Na capital, o evento será composto pelo XXVIII Congresso Brasileiro de Anatomia, XXXIX Congreso Chileno de Anatomía, e IV Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia. “O evento terá palestrantes nacionais e internacionais, também serão ministrados minicursos e apresentação de trabalhos científicos. Por fim, embelezando ainda mais o evento, contaremos com feiras de artesanato, exposições artísticas e apresentação da cultura e culinária nordestina”, completou.

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM