13/11/2017 17:30 pm

Estudantes participam da organização do Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático

Mais de 350 bombeiras e bombeiros de 16 estados participaram do Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático, que contou com a participação de estudantes de Educação Física do Unipê na organização do evento. Realizado na sexta-feira (10) e no sábado (11), o evento serviu também como comemoração dos 100 anos do Corpo de Bombeiros Militar do Estado da Paraíba – CBMPB.

No primeiro dia, os participantes passaram pelas provas de piscina na Vila Olímpica Parahyba, no Bairro dos Estados, competindo nos 50 metros (m) reboque do manequim, 100m reboque do manequim com nadadeira, no revezamento 4X25 com manequim e no 4X50 Medley.

Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (1)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (29)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (42)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (11)

Já no sábado (11), o desempenho dos atletas foi avaliado na etapa de praia, no Cabo Branco, com a corrida com nadadeira, resgate com pranchão, resgate com Rescue Tube e com o Aquathlon, que consistiu em mil metros de corrida na areia, mil metros de natação no mar e mil metros novamente de corrida na área.

Tenente-coronel do CBMPB Sabrina do Nascimento Silva.

Segundo explicou a tenente-coronel do CBMPB Sabrina do Nascimento Silva, todas as provas feitas têm relação com o dia a dia dos guarda-vidas. O Aquathlon teve participação também da sociedade civil. “Todas essas provas são devidamente premiadas e, no final, o guarda-vidas que mais pontuou nas provas é denominado o ‘guarda-vidas de ferro’”, contou Sabrina.

“A competição em si é tradicional, mas veio para comemorar o nosso centenário. O objetivo maior, além da integração, é a divulgação do objetivo maior do nosso serviço, que é a prevenção. Então, a gente divulga todas as atividades com o fim maior de que a pessoas tenham mais atenção e cuidado com as suas vidas em ambientes aquáticos”, atentou a tenente-coronel.

Para a bombeira e aluna do curso de Educação Física do Unipê Aline Coeli, a experiência foi gratificante. “Estar, desta vez, do outro lado como aluna do Unipê vendo os colegas bombeiros organizando junto com a Instituição um evento grande que, neste ano, devido ao centenário, está sendo a nível nacional, a experiência como acadêmica e ao mesmo tempo bombeira está sendo valorosa”, comentou a aluna.

Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (6)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (8)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (17)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (19)
Campeonato Brasileiro de Salvamento Aquático Foto Luis Thales 11.11 (22)

A professora coordenadora das atividades dos alunos, Silvana Nóbrega, avaliou como positiva a atuação dos estudantes. “Foi muito boa, inclusive eles (os bombeiros) aprovaram e elogiaram o trabalho dos meninos, que desde as cinco da manhã (dia 11) estão aqui. Vieram ontem (10) e passaram praticamente a sexta inteira montando, organizando, entregando kits, então eles participaram efetivamente. O resultado foi excelente, todos elogiando a organização, isso é muito gratificante. Fora que o aluno está muito satisfeito, porque é uma experiência única para ele”, considerou a professora.

Assessoria de Comunicação - ASCOM com informações do portal do CBMPB.