06/10/2017 15:21 pm

Monsenhor Marcos Trindade completa 90 anos no Dia dos Professores

Religioso apaixonado pelo magistério, Monsenhor Marcos Augusto Trindade completa no próximo dia 15 de outubro, dia dedicado ao professor, 90 anos de idade. Seu aniversário natalício será celebrado no Unipê, com uma missa em ação de graças pelo dom de sua vida que contará com a presença de familiares e amigos. Monsenhor Marcos Trindade nasceu em 15 de outubro de 1927.

Vida sacerdotal

Com 11 anos de idade, Monsenhor Marcos já sabia que queria exercer o sacerdócio, fato que logo cedo confidenciou aos seus pais. Iniciou seus estudos eclesiásticos em 1940, aos 12 anos, no complexo barroco colonial, hoje denominado Igreja de São Francisco, onde estudou línguas mortas, como o Grego e o Latim, e vivas, como o Inglês.

Dedicado e disposto a aprender, seu empenho nos estudos e seriedade na caminhada vocacional lhe valeram ser escolhido para cursar Teologia em Roma. O sacerdote partiu para a Europa em 1948 e lá ficou até 1952, onde se graduou e tornou-se mestre em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma. Lá, Monsenhor Marcos ainda ordenou-se padre, na Igreja de São João Latrão, catedral da diocese de Roma. Na Europa, o padre conheceu cidades como Itália, França, Bélgica e Alemanha.

Ao retornar ao Brasil, padre Marcos iniciou seu papel de educador no seminário onde tudo começou. De professor partiu para o cargo de Disciplinário, depois Diretor Espiritual, vice-reitor e Reitor. Assumiu ainda a direção arquidiocesana da Juventude Estudantil Católica, a direção do Colégio Pio XII por 24 anos seguidos e foi membro do Conselho Estadual de Educação e Presidente da Associação de Educadores Católica (AEC).

O Monsenhor e o Unipê

O Monsenhor foi um dos primeiros idealizadores do Instituto Paraibano de Educação – Ipê (árvore símbolo do Brasil). À época da fundação do atual Unipê, sua intenção era fundar uma Universidade Católica da Paraíba, quando deixou a reitoria do Seminário Arquidiocesano. A esta ideia também se aliou o confrade do ministério, padre José Trigueiro do Vale, de quem era amigo.

No dia 21 de junho de 1971, juntamente a Afonso Pereira da Silva (falecido em junho de 2008), Flávio Colaço Chaves (falecido em abril de 2017), José Loureiro Lopes, padre José Trigueiro do Vale e Manuel Batista de Medeiros, Trindade se tornaria um dos fundadores daquele que viria a se consolidar como um tradicional Complexo Universitário da Paraíba: o Unipê. Hoje, o complexo é referência em ensino superior privado na Paraíba e no Brasil.

Em seu discurso, o religioso, que foi reitor da Instituição durante 15 anos, sempre destacou que a realidade concretizada por meio do Unipê foi muito maior que o sonho dos religiosos, por isso enfatizava e levava consigo a seguinte frase: “É preciso sonhar! A vida sem o sonho não é nada”. Monsenhor Marcos sempre se destacou pela sua preocupação com a educação, meio que acreditava ser o único possível de transformar e desenvolver um país.

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM