14/09/2017 08:34 am

Professores de Educação Física realizam visitas técnicas em SP

Neste mês de agosto, professores do curso de Educação Física do Unipê viajaram à cidade de São Paulo para realizar uma série de visitas técnicas em empresas e instituições que se dedicam à produção do conhecimento e de equipamentos para a área. Com objetivos diversos, inclusive adquirir conhecimentos, Eric de Lucena, Marcos Filho e Ramon Montenegro foram à Pórtico Artigos Esportivos, ao Instituto Biodelta e à Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo – EEFUSP.

Pórtico Artigos Esportivos

No dia 14, eles visitaram a Pórtico Artigos Esportivos, que desde 1972 se dedica ao estudo e à criação de soluções em aparelhos para musculação e equipamentos cardiovasculares. Eric de Lucena informou que a visita teve por objetivo verificar o processo de fabricação dos aparelhos de musculação da Linha Biodelta e salientou a qualidade e a responsabilidade da empresa na produção dos equipamentos. Lá, os docentes foram atendidos pela Executiva de Negócios da Pórtico, Sandra Andrade, e pelos sócios proprietários José Manoel Correia e Silvia Lúcia de Andrade Leite.

Instituto Biodelta

No dia seguinte (15), os professores do Unipê foram ao Instituto Biodelta com o intuito de verificar equipamentos, metodologias e protocolos que a Biodelta desenvolve para a aplicação da reabilitação e fortalecimento das pessoas.

Ramon, que é especialista em Exercícios Resistidos na Saúde, na Doença e no Envelhecimento pela Biodelta e Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo – FMUSP, atestou a importância das metodologias e protocolos do treinamento com pesos aplicados no processo de fortalecimento e recuperação de idosos.

Posteriormente, os professores do Unipê realizaram um treinamento nos equipamentos da empresa sob a supervisão do prof. José Maria Santarém e sua equipe técnica. Marcos Filho avaliou os sistemas de alavancas e pesos livres dos equipamentos e verificou que a variação adequada das cargas ao longo do curso dos movimentos proporcionou uma intensa ativação dos músculos e favoreceu, segundo o prof. Ramon, “um excelente conforto nas articulações”.

Desde 1996, o Instituto se dedica ao ensino, pesquisa e aplicações dos exercícios resistidos na saúde, na doença e no envelhecimento. O Instituto foi criado pelo médico José Maria Santarém e realiza o atendimento clínico destinado a pessoas de todas as idades que precisam de fortalecimento muscular adaptado para situações patológicas.

Escola de Educação Física da USP

Na USP, Marcos, Eric e Ramon conheceram a formatação do ensino, da pesquisa e da extensão realizados na EEFSUP pelo coordenador do curso de bacharelado em Educação Física da USP, prof. Luciano Basso, que explicou também como funciona o Comitê de Ética em Pesquisa. Basso ainda apresentou os professores e pesquisadores com os respectivos laboratórios de estudo. Ele é, também, professor assistente do Departamento de Pedagogia do Movimento do Corpo Humano e vice-coordenador do Laboratório de Comportamento Motor – Lacom-USP.

Go Tani, também professor da USP, relatou sua preocupação com as mudanças na Educação Física Escolar no cenário nacional e comentou sobre o crescimento das atividades voltadas ao bacharelado. Tani é livre docente em Educação Física, pós-doutor em Psicologia pela University of Sheffield e pós-doutor em Educação Física pela Hiroshima University.

Curso da ISAK Nível II

Ainda, entre os dias 17 e 20, Ramon, Marcos e Eric participaram do curso de acreditação com reconhecimento internacional na formação para o perfil técnico de Antropometristas, promovido pela International Society for the Advancement of Kinanthropometry – ISAK. A certificação é voltada para profissionais e estudantes de áreas da saúde e do esporte com o uso das técnicas e medidas antropométricas internacionalmente estandardizadas.

Para obter o Certificado de acreditação internacional ISAK “Anthropometrist Level Two”, os professores devem concluir com êxito as seguintes etapas: 1) 32h de curso; 2) aprovação no exame prático; e 3) entregar a tarefa pós-curso em prazo determinado.

O curso foi ministrado pelo prof. Paulo Lague Sehl, que possui graduação em Educação Física, mestrado e doutorado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS e Acreditação Internacional como Anthropometrist Instructor ISAK Level 3, realizada em Buenos Aires, na Argentina.

“Eu utilizo padronização das técnicas de Antropometria ISAK na disciplina de Cineantropometria, ministrada no curso de Educação Física do UNIPÊ, e o controle de qualidade nas avaliações se faz pela descrição detalhada das técnicas e pela diminuição do erro entre as medidas repetidas”, disse o professor Ramon Montenegro.

O prof. Eric, que é coordenador adjunto do curso de Educação Física do Unipê, garantiu que as visitas técnicas realizadas e o curso da ISAK Nível II “proporcionaram uma visão ampliada das novas tendências da Educação Física, das metodologias, das praticas administrativas e orientações pedagógicas, que podem ser absorvidas pelo nosso curso no Unipê”.

Já Marcos Filho declarou que a oportunidade de conhecer instituições de referência nacional possibilitou uma avaliação pessoal e uma compreensão das necessidades da construção de novos caminhos para uma Educação Física adequada ao mercado de trabalho.

Foto 14
Foto 12
Foto 11
Foto 10
Foto 2
Foto 1
Foto 15

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM