05/01/2017 11:54 am

PPGD lança nova edição da Revista Direito e Desenvolvimento

O Programa de Pós-Graduação em Direito – PPGD do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê lançou a mais recente edição da Revista Direito e Desenvolvimento. Com periodicidade semestral, este foi o número 2 do Volume 7 do periódico, que nasceu em 2010. A revista computa 15 artigos escritos por professores doutores de Programas de Pós-Graduação (níveis Mestrado e Doutorado) de outros estados brasileiros. Tais artigos são, algumas vezes, produzidos em coautoria entre orientadores e orientandos (mestrandos e doutorandos). A edição pode ser consultada no portal periodicos.unipe.br.

Enriquecendo o debate com temas relacionados à área de concentração do PPGD/Unipê, a edição atual traz uma nova temática: Direitos Sociais e Desenvolvimento. A editora geral da publicação, profa. Doutora Maria Marconiete Fernandes Pereira, explicou que o tema vem da área Direito e Desenvolvimento Sustentável com aderência a uma das linhas de pesquisa do PPGD/Unipê: Direito e Desenvolvimento Sociopolítico Sustentável.

“Em geral, esses textos reconhecem, em manifestação direta ou indireta, que o desenvolvimento, considerado em todas as suas dimensões, é parte de um processo fortemente alicerçado no princípio da igualdade e não prescinde de ações e políticas públicas que, mirando o referido princípio, sejam capazes de garantir a redução das desigualdades polares que existem nas relações individuais”, discorreu a docente.

Como convidado, João Carlos Simões Reis, professor doutor da Universidade de Coimbra (Portugal), contribui com um artigo voltado para a nova temática e intitulado “O Direito Laboral Português na Crise Atual”. Os leitores podem encontrar artigos de professores de diversas Instituições, como da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC-SP, da Universidade Federal de Sergipe – UFS, da Universidade de Fortaleza – Unifor, da Universidade Federal Rural do Semi-Árido – UFERSA (RN) e também do Programa de Pós-Graduação em Direito do Unipê (Mestrado em Direito e Desenvolvimento Sustentável).

Segundo a profa. Maria Marconiete, os leitores podem esperar reflexões necessárias e “urgentes” sobre a inter-relação do Direito e Desenvolvimento. “A inclusão social é o melhor resultado que o processo de desenvolvimento pode objetivar e seu alcance é em boa parte promovido pelos direitos sociais. Acrescente-se o direito à moradia, bem como a participação da sociedade, nesse processo dialógico, sem descuidar da seara ambiental, que também faz parte desse processo de direito ao desenvolvimento”, concluiu a Editora.

A publicação é voltada não somente a juristas, mas a outros pesquisadores de áreas afins, propiciando o diálogo entre as ciências. No ano de 2016, o número 1 do Volume 7 foi publicado em junho.

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM