12/09/2016 17:16 pm

Nova turma de intercambistas embarca esse mês para Porto e Coimbra

Intercâmbio. Essa palavra é bem abrangente, mas tem um significado simples: troca. Pode ser uma troca de experiências, troca cultural, troca comercial, ou seja, pode ter uma infinidade de sentidos. Porém, segundo o dicionário, o termo engloba relações comerciais ou culturais entre nações. Mas levando sempre em consideração que o ponto principal é aprimorar as relações com outros povos, outras culturas e melhorar a compreensão entre os povos de vários países. É uma alternativa conveniente para quem quer aperfeiçoar uma língua, crescer profissionalmente e pessoalmente. E parece que este é o objetivo principal dos alunos do Centro Universitário de João Pessoa – Unipê que embarcarão esse mês para Portugal.

Mayara Rodrigues, aluna do 5º período de Direito, irá realizar um intercâmbio de seis meses na Universidade de Coimbra e acredita que terá a oportunidade de realizar um estudo comparado e aprofundar os conhecimentos em áreas com as quais se identifica como o Direito Constitucional e o Administrativo. “Pretendo também aproveitar para conhecer a cultura e o idioma do país e conhecer novos lugares”, contou.

Já os alunos do curso de Engenharia Civil, Monick Marcela, do 6º período, e Arthur Lima, do 4º período, que realizarão intercâmbio de seis meses na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, pretendem desenvolver sua área de conhecimento. “Quero ainda aproveitar essa oportunidade de tocar em uma em uma nova cultura, em novos ares, culinária diferente, e, inclusive, me abrir para novas áreas, se possível for”, contou Monick. Já Arthur explicou que deseja se aprofundar na área ambiental, “pois a Europa se destaca muito nesse sentido”.

Do curso de Bacharelado em Educação Física cinco alunos do 4º período foram selecionados. Jeferson Cândido contou que está indo com seus colegas para a Faculdade de Desporto da Universidade do Porto – FADEUP. “Acredito que devemos aproveitar o que a vida tem a nos dar no momento, mas vou em busca de aumentar minha gama de conhecimentos para contribuir de forma positiva para o meu crescimento”. Corroborando com as palavras de seu colega, Valdiaggson Santos diz que “a oportunidade apareceu e eu não vou abrir mão dela. Além de me aperfeiçoar como futuro profissional, também busco oportunidades no esporte”, adiantou.

Ewerton Luan Ferreira da Silva, Matheus Brito e Wellison Rosendo pretendem ampliar seus conhecimentos. “Pretendo adquirir novos conhecimentos na área do desporto, sobretudo considerando que estamos indo para a faculdade de maior reconhecimento na área de desporto na Europa”, contou Everton. Matheus ressaltou: “Quero me aprofundar em desporto, sobretudo em esportes de alto rendimento”. E “obter uma nova visão e fazer currículo para abrir as portas para o mestrado e/ou residência” é o objetivo de Wellison.

img_3210
img_3205
img_3197
img_3194
img_3192

Os alunos explicaram que o processo tem etapas que precisam ser vencidas por aqueles que pretendem fazer o intercâmbio, com a retirada do visto e a expectativa pela carta de aceite. Então para aqueles que pretendem participar de um intercâmbio, eles aconselham: já comecem a se organizar, e comecem pelo visto!

A assessora de Assuntos Internacionais do Unipê, Daniella Pereira, explica que o aumento pela procura de intercâmbio está acontecendo devido à percepção que os estudantes vêm tendo sobre tal experiência. “As pessoas estão entendendo a necessidade de se fazer um programa no exterior. Eles sabem que isso serve para uma especialização profissional, ou até pra se posicionar melhor no mercado”.

A experiência de quem fez intercâmbio e a torcida de quem deseja fazer

Rhavenna Monteiro Gomes Queiroga, aluna do 9º período de Direito realizou intercâmbio na Universidade de Helsinki – Finlândia de Janeiro a  Junho deste ano. Para ela, essa experiência no exterior ensinou a valorizar o mérito, a importância de ser uma boa aluna. “Na Finlândia esse foi um ativo muito marcante, pois as pessoas valorizam a disciplina, determinação e eles olham com bons olhos o fato de você ser aplicada, isso é algo muito forte na cultura deles”, contou.

“A Finlândia é um país lindo e você vai mergulhar em um mundo totalmente diferente do seu. Para quem está pensando em estudar na Universidade de Helsinki na Finlândia, só posso dizer que é incrível e que vale muito a pena, tanto pela experiência de vida, pois você vai passar seis meses em um país com clima, cultura e língua totalmente diferentes, por outro lado você vai estudar em uma universidade que está entre as 100 melhores do mundo e ainda mais, vai poder interagir com pessoas do mundo todo! Realmente foi melhor experiência da minha vida, e, como digo: Meu sangue é Brasileiro mas meu coração é Finlandês :)”, comemorou Rhavenna.

Já Igor Max Oliveira, estudante do 6º período de Direito, apaixonado pelo Direito Internacional e pelo Direito das Artes, está se preparando para ir à Universidade de Pisa, na Itália. “O edital acabou de ser publicado. Já estou reunindo toda a minha documentação, declarações de monitorias, projetos de pesquisa e projetos de extensão, e farei ainda hoje minha inscrição para concorrer a uma vaga de intercâmbio, pois tenho em vista que isto é necessário não só por questões de aprendizado, mas para me especializar na área com a qual me identifico no Direito. No meu caso acredito ser necessário um aprendizado fora do país, com um nível de graduação, para me aprimorar em outras culturas, sobretudo em um lugar tão rico nesse sentido”, pontuou.

Programas de intercâmbio entre universidades

O Unipê possui convênios com instituições estrangeiras para proporcionar a seus alunos a oportunidade de cursarem uma parte de seus estudos no exterior. A Assessoria de Assuntos Internacionais da Instituição constantemente desenvolve novas parcerias com universidades em diversos países e divulga as oportunidades de intercâmbio acadêmico aos seus alunos.

Os alunos interessados em fazer parte da graduação no exterior devem procurar, portanto, a Assessoria de Assuntos Internacionais da Instituição que indicará uma universidade que proporcione a eles essa oportunidade. Mas para que os estudantes possam participar dessa iniciativa, eles devem atender aos seguintes requisitos: ter concluído o terceiro período antes do início do intercâmbio, ou estar cursando o penúltimo período até o ato de inscrição, além de estar regularmente matriculado. Estudantes contemplados em outros programas de intercâmbio não poderão se inscrever nas chamadas atuais.

Existem chamadas para intercâmbio abertas, clique aqui e confira! As chamadas de intercâmbio internacional são publicadas ao longo do semestre vigente.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação - ASCOM